Arquivos da categoria: Mensagens aos Sacerdotes

Mensagem de Nossa Senhora nº 564, de 31/10/1992

Queridos filhos, rezai para que satanás não vos engane. O demônio tem destruído a fé de muitos e levado muitos dos Meus pobres e inocentes filhos à perdição. O demônio penetrou até mesmo no interior da Igreja do Meu Filho Jesus, arrastando para o abismo do pecado grande número de sacerdotes. Não temais. Falai a verdade, sempre a verdade, pois somente assim sereis salvos. Sou a Mãe que repete a mesma canção: voltai, voltai, voltai. Se não vos converterdes, a ira de Deus cairá sobre vós. Sou a vossa Mãe e sofro por causa dos vossos pecados. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.” (grifo nosso)

Trecho da Mensagem nº 458, de 02/11/1991

“Este é o momento propício para vos dedicardes às grandes tarefas de transmitir a fé, plena e integral, a cada geração, de defender a vida familiar de tudo o que a enfraquece e de atender às necessidades dos vossos concidadãos, especialmente dos pobres, dos doentes e dos que sofrem, daqueles a quem falta a instrução, marginalizados no processo de crescimento e de desenvolvimento. Juntamente com vossos bispos, deveis conduzir a Igreja no Brasil à plenitude da Verdade, à plenitude de Cristo. Fostes investidos, mediante o Espírito Santo que à Igreja foi dado por Meu Filho, para serdes capazes de ensinar na verdade os caminhos de Deus. Eis a vossa vocação e o vosso ministério. Cristo, que vive na Sua Igreja, Una, Santa, Católica e Apostólica, reunida em todas as partes do mundo, espera de vós este serviço.”

Trecho da Mensagem nº 458, de 02/11/1991

“Num certo sentido, o mundo está se tornando acroático. É chegado o momento em que deveis ser, sobretudo, mestres, pois é grande o desejo de muitos em conhecer os valores transcendentais.”

Trecho da Mensagem nº 458, de 02/11/1991

“É chegado o momento em que deveis vestir o vosso hábito eclesiástico e sentardes no confessionário, a fim de que as almas sedentas de Deus busquem Sua misericórdia por vosso intermédio. Elas sentem necessidade do sacramento do perdão; por isso, deveis colocar-vos à disposição delas. Recordai-vos que Deus deseja vosso auxílio e vossa disponibilidade.”

Trecho da Mensagem nº 458, de 02/11/1991

“Não podeis deixar de fazer notar os efeitos deletérios que estão a produzir entre vossa gente simples, as agressivas campanhas proselitistas que seitas fundamentalistas e novos grupos estão a realizar no vosso Brasil, principalmente nos últimos anos.”

Trecho da Mensagem nº 458, de 02/11/1991

“Não fiqueis em silêncio perante campanhas enganadoras que pretendem defender os aspectos parciais de vida, mas que, de fato, atentam contra a santidade do matrimônio e da intimidade conjugal. Fortalecei, com a ajuda do Espírito Santo, o caráter do amor conjugal frente a modelos de matrimônios e de famílias tão afastadas do ideal evangélico.”

Trecho da Mensagem nº 458, de 02/11/1991

“Lutai contra o indiferentismo religioso, perigosíssima tentação dos tempos modernos.”

Mensagem de Nossa Senhora nº 420, de 29/06/1991 (Aniversário do Confidente e Dia de São Pedro)

Meus filhos prediletos, sou a Rainha da Paz. Sou a Mãe de Deus Filho e vossa Mãe. Vim do Céu para trazer-vos o apelo e o conforto do Redentor do homem. Ele vos oferece a maior alegria do mundo, que é saber amar e sentir-se amado. Ele infunde em vós a força do alto, necessária para mudar de vida e para corresponder ao Seu apelo divino. Que sua presença invisível seja o vosso conforto. Filhos prediletos, sois os pastores de um povo bondoso e simples, que tem fome de Deus. Vivei, pois, com entusiasmo e alegria, a missão evangelizadora que a Igreja de Cristo vos confia. Para realizá-la, assumi com coragem a tarefa de saciar essa fome, levando todos os Meus pobres filhos ao encontro de Deus. Deveis prestar a colaboração específica de vossa própria missão na construção da civilização do amor. O mundo de hoje precisa do vosso testemunho e do vosso auxílio. Dizei a todos os Meus pobres filhos que Deus é verdade, que Deus existe! Todos os homens, mesmo aqueles que aderiram a ideologias ateístas ou anticristãs, ou que manifestam um regresso de espírito, se interrogam sobre Deus, sentem o desejo e a necessidade d’Ele, procuram uma esperança. A estes pobres filhos, às vezes dilacerado por um contraste profundo, deveis dar uma resposta que justifique os valores transcendentais e do anúncio evangélico. Obviamente, uma resposta adequada, não pré-fabricada, mas dialógica, construída partindo das consciências e dos interrogativos concretos. Uma resposta encarnada na vida e nas profissões, nos problemas da família e da comunidade. Uma resposta corroborada pelo testemunho pessoal a fim de que o anúncio se torne crível e realizável. Não poupeis esforços como construtores da paz e de unidade, e sede, com a vossa palavra e a vossa vida, presença da Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica, fundada por Meu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, para levar o Evangelho de Salvação a todos os povos. Deus permitiu que seu próprio Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, derramasse seu Sangue na Cruz a fim de que o homem e a mulher se tornasse de novo seus amigos. Foi Ele próprio, preso no Jardim das Oliveiras, levado de tribunal em tribunal, julgado e condenado injustamente, flagelado e ridicularizado e, finalmente, mandado à morte numa Cruz. Mediante Sua Paixão e Ressurreição, Ele vos dá luz e força a fim de voltardes de novo para Deus, vosso Pai e retornardes o bom caminho. Sou a vossa Mãe Dolorosa. Sou a Mãe da Igreja Universal. Como pastores, deveis velar, orientar e animar, para que o mundo de hoje se vá construindo sobre os sólidos pilares do amor, da justiça, da solidariedade, do respeito mútuo e da liberdade, a fim de que se convertam em realidade as aspirações de tantos brasileiros de boa vontade têm por um futuro melhor. Sede, portanto, portadores do Evangelho de Cristo a todo povo brasileiro, fazendo, assim, com que sinta que só Cristo pode satisfazer aos ânimos de seus corações. Apresentai-lhes ideais altos e nobres, que os animem nas suas legítimas aspirações por um mundo mais justo e fraterno. Não desanimeis, Meu Filho está convosco. Ele tem necessidade de vós, sustém-vos, impregna toda a vossa vida. A vida do sacerdote é bela, mas precisamente por esta indissolúvel união com Cristo, por esta contínua intercessão sacramental e vital entre Ele e vós. Filhos prediletos, sede portadores da verdade de Cristo. Amai-vos, uni-vos, ajudai-vos, pois somente assim sereis fiéis ao Evangelho do Meu Filho, sereis fiéis ao Papa e à Igreja. Sabei todos vós que a verdade é mantida íntegra apenas na Igreja Católica na qual o Espírito Santo continua vivendo e derramando as maravilhas do Seu amor. Fiéis às suas aspirações, ide adiante com renovado entusiasmo na missão de evangelizar a todos que ainda não conhecem Deus ou O conhecem de maneira imperfeita. Não temais e nem percais a esperança. Neste caminho acompanho-vos, circundando-vos com Meu amor materno a fim de sejais todos de Cristo. Neste dia, o Meu Filho predileto, o Papa João Paulo II, recorre a Mim com inteira confiança e Eu, no mais intimo do seu coração, repito as palavras do Meu Filho: “Tu és Pedra”! O Papa João Paulo II é, na verdade, sinal de minha extraordinária presença entre vós. Quem não aceitar seus ensinamentos, não conseguirá permanecer na verdade. Portanto, obedecei-lhe. Deste humilde lugar, a todos encorajo e abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em Paz.”

Mensagem de Nossa Senhora n° 416, de 15/06/1991

Queridos filhos, a todos os sacerdotes e também a vós, é confiada a tarefa de testemunhar, com sinais evidentes de caridade, que única é a fé que vos inspira, única é a recompensa que, sustentados pela esperança, tendes em vista. Sabei que só Jesus, pela Sua Cruz e Ressurreição, tornou possível a vossa união com Deus e entre vós. Meu Filho vos ama. Ele mesmo vos toma na oração, deixai-vos guiar por Aquele que ora, em vós e por vós. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em Paz.” (grifo nosso)